Tag-Archivo para » decoração quarto «

domingo, janeiro 27th, 2013 | Author:

Colecionados pelos proprietários, quilts de todos os tipos são encontrados pela casa. No guest room, um deles cobre a cama e cria o mood perfeito para a presença da cadeira e da banqueta em twig.

Compartilhe no:
  • Orkut
quinta-feira, fevereiro 02nd, 2012 | Author:

ARTE NATIVA – Rua Meio Alves, 184, Jardws, tel. (11) 3088-1811. As toalhas de mesa, os jogos americanos e os tecidos para decoração vendidos na loja têm estampas inspiradas na arte indígena. Elisa Gomes, a proprietária, teve a idéia a partir de suas viagens a lugares como a Amazônia e o Mato Grosso. 0 espaço também oferece peças feitas por artesãos do Nordeste ligados ao projeto Comunidade Solidária.

CASA DO AMAZONAS – Alameda dos JuRUPts, 460, Moeha, TEL (11) 5051-3098. Impossível falar de artesanato indígena e não citar a Casa do Amazonas, onde há espaço até para um museu dedicado ao índio. Desde 1979 as irmãs Noriko, Junko e Fátima Hamakawa apresentam o trabalho de setenta tribos brasileiras, entre elas os ianomâmis, do Amazonas, os mehinaku, do Mato Grosso, e os waiyana-apalay, do Pará. São, por exemplo, máscaras, cestas, cerâmicas, redes, armas e bancos de madeira.

RELÍQUIA – Rua Fiüaloa, 174. Vm Madalena, tel. (11)3034-6165. Depois de algumas viagens ao Nordeste, a representante comercial Doris Guerini realizou o sonho de trabalhar com artesanato brasileiro e em novembro de 2000 inaugurou a Relíquia. A loja reúne móveis, objetos e utilitários de Minas Gerais, Maranhão, Bahia, Santa Catarina, Goiás e Rio Grande do Sul, de onde foram trazidas bandejas (45 reais) e sous-plats (23,50 reais) de papel Kraft.

CRAVATÁ – Rua Tavares Bastos, 563, Pohpíia, Ta. (11) 3675-0916. Mineira de Montes Claros. Élvia Crispim sempre apreciou o artesanato da região. Quando uma de suas amigas elogiou suas panelas de pedra-sabão, ela pensou em aproveitar a experiência de treze anos em vendas para abrir um negócio próprio. Assim nasceu a Cravatá, que mescla o melhor do artesanato mineiro a peças de outras regiões do país. Vale a pena conhecer, entre outros itens, os tapetes de sisal (39 reais o m’) e algodão (110 reais o m’) trazidos de Minas Gerais.

Compartilhe no:
  • Orkut