Tag-Archivo para » artigos decoração casa «

terça-feira, dezembro 04th, 2012 | Author:

CHEIA DE DOÇURA.

Cores, materiais, objectos: tudo parece constituir um hino à natureza. Aqui, junto às margens do rio Marne, tudo é sereno e penetrar nesta” quinta é tão doce como uma recordação da infância.
Deste lugar de uma simplicidade extrema emana uma atmosfera de quietude e paz. Uma luminosidade delicada envolve esta casa simples e acolhedora. Adquirida nos anos 70, ela soube contudo guardar os elementos decorativos desses anos, ligados à grande voga do natural, e fazê-los atravessar as modas sem sairemiírejudicados. É certo que alguns detalhes vieram juntar-se conforme as tendências e os gostos, mas todos contribuem para dar à casa um caracter simultaneamente actual e intemporal. Chantal, a proprietária dirige um atelier de tecelagem em Paris. Criativa e curiosa, ela gosta de experimentar as suas idéias na sua própria casa. DESVIAR OS OBJECTOS DA SUA FUNÇÃO INICIAL A decoração apaixona-a e Chantal não consegue deixar de imprimir o seu cunho pessoal aos objectos que a rodeiam, fabricando-os ou desviando-os da suafunção inicial. Um abat-jour parece-lhe muito monótono: ela apressa-se a criar um com os meios mais simples ao dispor – fio e papel kraft -. O mesmo acontece com os tecidos dos cadeirões ou a cor dos outros elementos e das paredes. Sem procurar efeitos ostensivos, Chantal dá vida à sua casa com conforto e espontaneidade. Sem revolução, mas sempre na justa medida. A escolha dos materiais e das cores participa no doce ambiente reinante. O olhar desliza pelos tons marfim dos tecidos, detem-se num pormenor de uma mesa em madeira, sem quebras ou obstáculos. Bemestar é a primeira sensação do visitante. Talvez graças ao caracter sóbrio e simples do mobiliário. Ou graças à luz do pôr-do-sol que atravessa o local pela grande porta envidraçada. O que é certo é que esta casa tem um gosto doce, como uma recordação de infância e constitui um parêntesis bemvindo num quotidiano cheio de stress. Aqui, o tempo faz uma pausa, sem ser, no entanto, sinônimo de torpor.

Legendas:
– A parte do salão, instalada sob a galeria, é um local de repouso previlegiado. Dois bebedouros para cavalos, provenientes de uma mansão de família, transformaram-se em mesa baixa e sen/em para guardar revistas.
– O espaço foi pensado para favorecer o convívio.
– A sala de jantar encontrou o seu lugar num grande volume, estruturado por uma galeria. Logo que cbega a Primavera o jardim começa a vislumbrar-se, ao qual chegamos por uma grande porta envidraçada. Ao fundo, uma magnífica mesa com travessas em X, adquirida num leilão em Fécamp.
– Como uma ode ao natural, o pequeno salão exibe as suas cores e os seus materiais doces e autênticos e coabita harmoniosamente com a cozinha. Os tons terra dos objectos artesanais e dos tecidos dão um pequeno acento mediterrãnico ao aposento e evocam as raízes provençais dos proprietários.
– O monte de troncos toma-se um elemento decorativo da mesma forma que o abat-jour em papel kraft. Sobre o sofá, uma manta tecida pela dona da casa.
– A instalação da cozinha no salão revelou-se uma idéia original e perfeitamente adaptada ao modo de vida numa casa de campo. A conversa não é assim interrompida pela preparação das refeições que se torna sem si mesma um verdadeiro momento de convívio.

Compartilhe no:
  • Orkut
terça-feira, maio 25th, 2010 | Author:

Decorar casas e apartamentos

Sofá-cama Europa, R$ 9,2 mil. Firma Casa. Chaise Dagari, RS 1,7 mil. Craft House. Cama Auping. RS 9,04 mil. Collectania. Tapete com clesign de Paulo Segall, tiragem 3, RS 2,05 mil. Galpão de Design. Cadeira Mixer. USS 1.81 mil. House Garden. Cabideiro Quim de pau-marfim, design de Paulo Segall, RS 1,1 mil. Galpão de Design. Criado-mudo Babel, preço sob consulta. Galpão de Design. Luminária Rodopê, RS 541,00. La Lampe.
Mármore Travertino Romano Levigado, RS 240,00 o metro quadrado colocado. Clodomar.
Personalidade. Os detalhes dependem, além da personalidade da pessoa que habita o espaço, de bom gosto. E eritério.

Compartilhe no:
  • Orkut