Arquivado em la Categoría » Sem categoria «

sexta-feira, março 08th, 2013 | Author:

Sofá em módulos da Probjeto privilegia o conforto no estar da TV, onde o casal acompanha os lançamentos em vídeo. O aparador combina mármore e granito. A tela da série Madona é de Munez, o canto personalizado pela poltrona de Pedro Useche é usado pelo dono da casa, que aprecia bons CDs, guardados no armário em madeira laqueada, com portas de cristal jateado. Aqui, o bar em mármore branco suspenso é pura leveza.

Compartilhe no:
  • Orkut
segunda-feira, março 12th, 2012 | Author:

Pondo ordem nas roupas:
“Cabides iguais voltados para o mesmo lado é um bom começo de organização do closet. Casais que compartilham armários podem ter essas peças de cores específicas para cada um”, sugere a organizadora Adriana Saade. “Disponha as peças por cor, das claras às escuras.”
PARCEIROS DA ORGANIZAÇÃO:
1.0 gaveteiro de madeira da Futon & Home tem quatro gavetas e práticos rodízios. Por 988 reais (45 x 35 x 60 cm*). 2. Com duas prateleiras de madeira ripada, a sapateira te/s, da Etna, mede 63 x 29,5 x 26,5 cm e custa 34,99 reais. 3. Assinado pela designer Flávia Pagotti Silva, o carrinho Gowmet vem com bandejas removíveis (preço sugerido: 825 reais). 4.0 organizador de jóias revestido de couro e camurça vale 1 324 reais na Kitchens (54 x 47,6 x 4 cm).

Compartilhe no:
  • Orkut
sábado, março 10th, 2012 | Author:

Roupas organizadas por tema.
O casai dono desta casa trabalha o dia todo, tem vida social intensa, viaja muito e pratica esportes. Por isso, seu desejo era um closet que facilitasse tudo e poupasse tempo na hora de se arrumar ou fazer as malas. A solução foi encomendar um projeto para o cômodo de 11 m2, com espaços bem divididos, destinados a roupas e sapatos sociais e de trabalho, além do vestuário para várias modalidades de esportes (tênis, esqui, passeios de barco). Para separar bem os acessórios, os armários contam com gavetas e prateleiras deslizantes.

Compartilhe no:
  • Orkut
quarta-feira, novembro 16th, 2011 | Author:

Cristais e alabastros

Há 35 anos trazendo para o presente todo o romantismo do passado.
Possuímos ura grande acervo de lustres de época nos estilos art nouveau, art déco, cristais e alabastros. A excelência nos serviços e a alta qualidade nos produtos são alguns dos diferenciais que você só encontra na Lustres Igapó. Confira nossa linha de fabricação exclusiva.

Compartilhe no:
  • Orkut
sexta-feira, outubro 21st, 2011 | Author:

Dúvidas sobre decoração

Neste espaço você pode esclarecer suas dúvidas sobre decoração. Envie sen e-mail ou sua caria paia a redação.
De acordo com a designer de interiores Carolina Szabó, a opção depende do estilo da de coração. Se for contemporâneo, com móveis de imbuia de linhas retas, por exemplo, o contraste com um piso bem claro é a escolha acertada. “Em vez de tons amarelados, prefira laminado branco lavado”, sugere. Para peças mais clássicas, a indicação é uma cor escura, como a do ipê, por exemplo, para compor ambientes sóbrios.

Compartilhe no:
  • Orkut
sábado, abril 02nd, 2011 | Author:

Ideias para sala de jantar

ESPELHOS AMPLIAM AS ÁREAS.
O ambiente de jantar é decorado com mesa de cerejeira e cadeiras de palhinha, da Natura. Na parede do aparador, o revestimento de espelho, com molduras na mesma madeira, realça o ambiente. Entre as duas portas do fundo, um armário bufê aproveita a área livre. No quarto, a cama com colcha de matelassè não tem cabeceira: é demarcada por faixas de espelho. Uma prateleira alta expõe vários objetos.

Compartilhe no:
  • Orkut
quarta-feira, novembro 03rd, 2010 | Author:

Decoração para sala de jantar

DEIXEM ENTRAR A LUZ!
No rés-do-chão, o espaço organiza-se à volta da lareira que se abre para a sala de jantar e para a sala de estar. A chaminé e a conduta metálica difundem o calor portoda a casa. Desenhada pelo arquitecto, foi Roland Lacaze, ferreiro, quem a realizou, bem como as ferragens das portas da cozinha, em colaboração com o marceneiro. Chegamos ao andar superior por uma escada de abertos e fechados e um alçapão no tecto que, uma vezfechado, permite dartoda a privacidade ao andar.

Compartilhe no:
  • Orkut
sábado, julho 17th, 2010 | Author:

Celina Dias Tecidos chines

Veludo, anil adamascado Lee Jofa, RS 92,00.
Kravet, 100% linho, R$ 92,00.
Papel de parede, RS 95,00 o rolo com III metros.
Rravet. RS S0,00.
Na ilustração, Celina Helena Dias e Anna Christina Dias de Lourenço. Tecido chinês Kravet, R$ 86,00.

Compartilhe no:
  • Orkut
segunda-feira, julho 12th, 2010 | Author:

Marcos Chaves artista brasileiro

PODE TELEFONAR OU MANDAR E-MAIL O ARTISTA carioca Marcos Chaves agradece. Esle ano ele completa 18 anos de carreira c tem muitos motivos para comemorar. Só em 2002 ele já participou de duas coletivas no Rio de Janeiro {Love’s House e Morro Labirinto, um projeto do Instituto Gocthe sobre a cultura da favela). Realizou sua segunda individual. Logradouro, na Laura Marsiaj Arte Contemporânea (Rio) e foi um dos artistas brasileiros selecionados para a 25;| Bienal de São Paulo. Sua instalação Morrendo de Rir foi uni dos pontos altos do evento. Já está se preparando para representar o Brasil no projeto multinacional Stazione Topollo, no norte da Itália (em julho) e para protagonizar uma individual, em Brasília, na Galeria Arte Futura (em agosto). Desde o início de sua carreira. Marcos Chaves se destaca como um observador critico das imagens do cotidiano. Produz vídeos, fotografias, objetos, performances e instalações a partir de um procedimento básico: a colagem. Seus trabalhos são fundamentados na sobreposição de imagens sobre imagens, palavras sobre imagens, objetos sobre objetos. Ele produz reflexões sobre a integridade (ou não) das palavras, das imagens e dos pensamentos. Em Logradouro, cobriu o interior da galeria com fitas plásticas listradas de amarelo e preto, idênticas àquelas usadas para interditar espaços de risco. Com fina ironia, levou a rua e os espaços públicos para dentro do espaço privado e colocou o espectador em risco: ter de questionar seus próprios conceitos de espaço. Além de questões urbanas e de percepção, Logradouro recupera questões artísticas, como as trabalhadas nos ambientes de 1 lelio Oiticica (a arquitetura das favelas) e a representação visual de algo impal-pável, como a velocidade e a impossibilidade do movimento (presentes nos trabalhos do pop Raymundo Colla-res). A dualidade das imagens e dos conceitos também estava presente em Morrendo de Rir. instalação composta por fones de ouvido com sons de gargalhadas e 16 fotos gigantes de seu rosto. Sua ironia começa no título, já que morrer não rima com rir. Uma observação mais atenta mostra também que sentimentos e sensações, como alegria e dor, podem estar separados por umâ linha muito tênue. Com Marcos Chaves é assim: as imagens mentem.

Compartilhe no:
  • Orkut
terça-feira, junho 22nd, 2010 | Author:

Detalhes de arquitetura ou decoração

EMBORA CONHECIDO PELA AUTORIA DAS MAIS BELAS CASAS do Rio de Janeiro, uma conversa com Mario não será certamente sobre tendências ou detalhes de arquitetura ou decoração.
Acima, trabalho do artista Farnese de Andrade. À esquerda, sobre a mesa de cancela. Pássaro de Mario Cravo Jr., potiche do século 17 e figura azul de mulher pintada por Milton da Costa, em 1952. Abaixo, auto-retrato de Mario.

Compartilhe no:
  • Orkut