Arquivado em la Categoría » Moveis antigos «

segunda-feira, setembro 20th, 2010 | Author:

Moveis da exposição

Quais são os novos projetos para 2005, além da exposição de Charlotte Perriand?
Estamos preparando uma exposição sobre Mallet Stevens e outra sobre novos designers que será muito interessante, pois não haverá objetos. I alaremos somente do mundo virtual, novos tecidos, novos materiais, desmate-rialização. Uma mostra voltada para o lado industrial.

Compartilhe no:
  • Orkut
quarta-feira, setembro 15th, 2010 | Author:

Comoda de madeira

Toalete. Comoda de galuchat. França, 1930, R$ 28 mil, Juliana Benfatti. Bom qosto é equipar a toalete com todos os itens necessários para seu quest.

Compartilhe no:
  • Orkut
segunda-feira, setembro 13th, 2010 | Author:

Poltrona de madeira

Dinucci. Poltrona anos 40/50. IVY. Almofada bordada com fios de ouro, R$ 506. Esther Giobbi. Bom qosto em mobiliário exiqe dicionário ilustrado. Corte poltronas arredondadas e volumosas.

Compartilhe no:
  • Orkut
domingo, setembro 12th, 2010 | Author:

Cômodas para quarto

Jansen. Cômoda dos anos 30, réplica de modelo do século 18, IVY. Bom gosto é reproduzir estilos com seriedade e legitimidade de técnicas e detalhes. Assim fazia Jansen já no início do século 20

Compartilhe no:
  • Orkut
quinta-feira, setembro 02nd, 2010 | Author:

Decoração com moveis antigos

Memória, sofisticação, estilo e qualidade para a casa.
Um dos endereços do décor e estilo mais procurados de São Paulo, o antiquário Passado Composto abre espaço para reedições tentadoras a partir da tradição dos móveis e objetos de época. Um mix dos acervos dos dois endereços da marca – o clássico e o século 20 – é referência para projetos contemporâneos. Lá é possível encontrar os tesouros que os séculos vêm produzindo ao longo do tempo. Um charme que transforma o peso de um passado em memórias essenciais, úteis para quem busca um presente significativo.

Compartilhe no:
  • Orkut
quarta-feira, setembro 01st, 2010 | Author:

Moveis antigos de madeira

Antiguidades e interiores.
A Cida e a Graça garimpam sempre produtos com muita personalidade.
CHAISE-LONGUE, REEDIÇÃO DO MODELO LOUNGE-CHAIR DE 1936. DESIGN DO SUECO BRUNO MATHSSON (1907-1988), NO ALTO,  BERGÈRE SUECA ESTOFADA, CERCA DE 1930.  DADO, COSTANZA E RODRIGO SOB 0 LUSTRE BARCELONA DE METAL COM PLACAS E PINGEN-TES DE CRISTAL DE ROCHA (MODELO EXCLUSIVO, LAPIDADO À MÃO). A PEÇA POSSUI 32 BRAÇOS DIVIDIDOS EM TRÊS ANDARES.

Compartilhe no:
  • Orkut
sexta-feira, julho 30th, 2010 | Author:

Poltrona de fibras naturais

Marzipã usina de móveis de fibras naturais há mais de 50 anos, a Saccaro explora as inúmeras possibilidades do design e da ergono-mia. Com matéria-prima de primeira, equipe top e faro fino no que está rolando no mercado, a empresa edita, inventa e reinventa moda do Rio Grande do Sul para o mundo. A poltrona Lavoro, simples e conceituai, é uma das cerejas do bolo que acaba de sair da fornalha da fábrica.

Compartilhe no:
  • Orkut
terça-feira, julho 27th, 2010 | Author:

Iluminação da sala de jantar

De alma carioca. Acima, o salão Luís XIV exibe o teto pintado por Pinard e mobiliário boulte. À direita, a abertura feita de estuque com desenhos em baixo relevo evidencia a obra de A. Nardac. Ao lado, a iluminação da sala de jantar é garantida pelo conjunto de lustres de bronze e cristal, estilo Luís XV dispostos lateralmente sobre a mesa de madeira.

Compartilhe no:
  • Orkut
sexta-feira, julho 23rd, 2010 | Author:

Peças antigas para decoração

O piano da rainha. À esquerda, a sala de música com seu elegante piano Steinway, igual ao de Maria Antonieta, foi decorada com lambris ornamentados e folheados a ouro. Abaixo, o fumoir mantém as características do século 17 com lustre dourado e fruteira de porcelana Luís XV, de Saxe.

Compartilhe no:
  • Orkut
domingo, junho 27th, 2010 | Author:

Arquitectura decoração antigua

O mundo já havia presenciado o cubismo de Pieasso e Braque interrompido pela guerra. Proust e Joyee já tinham surgido na literatura e Einslein e Freud na eiéncia. Fui salvo do enfeite, do desnecessário, do equipamento burguês que estipulava o que devia constar de uma casa. Ficou-me a noção de estrutura, do substantivo, a crença de que os espaços devem se adequar ao confòrlo e às neeessidades reais das pessoas e que a equação do bom gosto se faz com lógica, despojamento e bom senso”.

Compartilhe no:
  • Orkut