Arquivado em la Categoría » Decoração interiores «

domingo, abril 28th, 2013 | Author:

A sala do TV e o estúdio são abertos para o vazio do estar.
O piso em placas de metal perfuradas è composto por um desenho geométrico.

Compartilhe no:
  • Orkut
quarta-feira, março 06th, 2013 | Author:

MODERNIDADE FUNCIONAL.

Para o dúplex de cobertura, em Brasília, uma proposta moderna, adaptada ao dia-a-dia de um jovem casal. Móveis de design consagrado definem o uso dos espaços, com muito conforto e personalidade. Projeto de George.

Ao lado, os sofás, da Probjeto em couro com estrutura cromada, assinados por Le Corbusier, transmitem funcionalidade. O tapete, desenho do arquiteto, foi produzido pela Santa Mônica. As telas são de Silvio Ferreira. Acima, a escada apresenta estrutura e corrimãos de aço e degraus em cristal 20 mm. A parede de tijolos de vidro corta os dois pavimentos.

Compartilhe no:
  • Orkut
domingo, janeiro 20th, 2013 | Author:

No living pode-se ver a lareira, desenhada por George e feita com pedras malva do rio Ten-nessee, o sofá onde se acomodam almofadas feitas com tapeçarias francesas, a antiga mesa de cozinha inglesa, que foi adaptada para ocupar o centro do ambiente, as cadeiras vindas da França, as muitas peles de animais e o antigo baú que é uma peça de coleção.

Na sala de jantar o destaque fica por conta da elegante mesa escocesa e das cadeiras francesas revestidas com tecidos da Clarence House.
A confortável cozinha recebeu lâmpadas ha-lógenas de alta intensidade, “que foram utilizadas para trazer durante a noite a mesma luminosidade que as amplas janelas proporcionam quando é dia”. Panelas penduradas e um grande balcão de madeira utilizado para as refeições são criativas e aconchegantes soluções.
No quarto principal, uma cama contemporânea de madeira com detalhes de bronze e latão assinada por Karl Springer e o edredon com desenhos de estrelas contrastam com os móveis antigos, como a mesa inglesa, as cadeiras venezianas do século XVIII, a bancada Ameri Western e os muitos chifres de animais expôs
No quarto de hóspedes, a cama foi confeci nada com madeiras velhas de um celei enquanto que a antiga escrivaninha e o s foram produzidos por artesãos das montan de Adirondack. Os baús são provenientes Nova Inglaterra.

Nas áreas externas o mobiliário da Knoll < guarda-sóis Santa Bárbara trazem confort proteção nos momentos de aproveitar o sol e ver a esplêndida visão deste luminoso local.
Unindo a “elegância do velho mundo e comodidades dos dias de hoje”, esta cas um retrato verde onde o respeito ecológico f serva e integra a paisagem à arquitetura criativa decoração.

Compartilhe no:
  • Orkut
segunda-feira, janeiro 14th, 2013 | Author:

“A idéia era fazer uma cabana no campo onde tivéssemos tranqüilidade e conforto”
“Aqui há um pouco de cada momento das nossas vidas”

Para que a cozinha tivesse um toque de fazenda, os tradicionais armários foram substituídos por antigos móveis brasileiros e ela se tornou um dos locais preferidos da proprietária.
O living com lareira, a sala de jantar no térreo e o ambiente para som e TV no mezanino, ao lado do quarto do casal, são os ambientes onde família e amigos se encontram nos dias e noites de inverno.

“Eu tenho mania de tecido e acabo sempre comprando algum em viagem ou ganhando de amigos que sabem que eu gosto. E tudo acaba sempre indo para Avaré. Meu marido também gosta de comprar coisas para casa e traz para cá. Aqui há um pouquinho de cada momento das nossas vidas. Aquele vaso azul, por exemplo, é italiano e foi presente de casamento. E acho que é isto que cria este clima despojado e agradável de estar. Porque tudo tem muito conforto e nenhuma pretensão ao luxo.”

Apaixonada pela sua pequena-grande cabana de sonhos, a proprietária fala sempre com emoção quando se trata deste “canto” em Avaré. E se as palavras não dizem tudo, basta olhar para a linguagem muda e luminosa dos seus olhos e deixar o coração ouvir.

Compartilhe no:
  • Orkut
quinta-feira, outubro 11th, 2012 | Author:

VIVA EM UM MAR DE ENERGIA E LUZ!

Ao observarmos nosso mundo e tudo o que nos cerca, podemos considerar que vivemos mergulhados em um mar de energias e assim, tudo tem um campo de energia à sua volta: objetos, lugares, plantas, animais e seres humanos. Estes campos de energia estão associados ao nosso padrão vibracional definindo o nível de saúde e bem estar. Nos ambientes em que vivemos, vamos deixando impregnados os nossos padrões vibracio-nais: nossa casa, nosso armário ou mesa de trabalho são reflexos de nosso estado interior e da harmonia ou de-sarmonia física, psíquica e espiritual.
Imaginando o “astral” do ambiente de uma casa, na qual a família que ali habita, vive em clima de discussões e brigas ou lamentações e desânimo, compreendemos o quanto poderia ser agradável “curar” não só as angústias pessoais, como também os desconfortos impressos no ambiente. Isto explica porque nos sentimos bem ou mal quando entramos em um lugar. Nossa sensibilidade ativa o campo das percepções através de nossos sentidos. Sem ver ou ouvir, cheirar ou tocar, sentimos algo que nos anima ou invade nossa zona de conforto vibratório. Assim, estamos contagiados pelo otimismo ou por um súbito mau humor!

Nas empresas, o clima mental dos funcionários, a disposição vital e os fatores emocionais irão interferir nos resultados levando a um melhor desempenho de suas competências ou à estagnação de idéias e do próprio sucesso. O ambiente de trabalho dá claramente a visão de dupla mão: tanto o local interfere no rendimento quanto os funcionários interferem na alma do local das atividades. Escritórios entulhados ou escuros não podem ge rar o mesmo tipo de sensação que os organizados.
O estado emocional e mental das pessoas de uma família ou funcionários de uma empresa vai “carimbando” o ambiente em um contágio progressivo, assim, anos de mágoas e ressentimentos pela vida, de palavras mal direcionadas, contextos de desânimo e falta de perspectivas podem gerar um ambiente depressivo, de fracasso e profundamente incômodo. Fazer uma boa limpeza em nossas casas ou ambientes de trabalho no aspecto físico é só o primeiro passo para criar um ambiente sadio e um espaço sagrado para quem ali trabalha ou vive. A etapa seguinte é a higienização do campo vibracional dos habitantes e do próprio campo energético do lugar.

Neste trabalho utilizo vários recursos fundamentados em uma visão holística assim como Essências Florais, Óleos Essenciais da Aromaterapia Terapêutica, Cromoterapia e princípios do Feng Shui. Primeiramente, procuro conhecer o local e seus habitantes. Um diagnóstico que conte com a conscientização e ponderação do estado a ser transformado permite avaliar o estado no qual encontra-se o ambiente. Ao tratá-lo, pessoas, animais, plantas e objetos captam essa nova atmosfera vibracional e passam também a ser assistidos pelas propriedades curativas dos instrumentos utilizados em seu campo energético.
A escolha, portanto, das essências florais, dos óleos essenciais, das cores e sons deve ser orientada de modo apurado, para que se alcance o objetivo desejado: alguns são considerados de uso comum para o bem estar diário, enquanto outras serão determinadas de acordo com o quadro avaliado no diagnóstico.

Assim, considerando a cura dos aspectos físico, emocional, mental e espiritual passamos a uma observação do ambiente físico, tal como faríamos no corpo físico quando apresenta um sintoma: o ambiente pode ser frio demais, ou quente demais, ou ter falta de luz; ter os objetos cheios de pó e esquecidos ali por algum tempo; ter plantas secas ou mortas. O som do ambiente é um convite a ficar ou a sair dele. A sua estrutura está sã ou danificada. As cores atribuídas à decoração e os elementos presentes, texturas, nuances e sensações contribuem ou não para o equilíbrio complementar Yin/Yang.
Do mesmo modo, vamos avaliar os sintomas emocionais e mentais do ambiente: é um ambiente no qual há freqüentes discussões, tristezas, sofrimentos, mau humor, disputas, idéias e sintonias negativas, pensamentos fixos de revolta, desamor, fracasso e vingança^ O tipo de atividade ali realizada: trabalho, estudo, alimentação também dá o tom dos aspectos a serem observados. O uso das essências florais e óleos essenciais em sprays é uma forma prática de aplicação. Pode-se borrifá-las pelo ambiente algumas vezes ao dia ou quando necessário. As sugestões do Feng Shui, ativando as áreas indicadas, são utilizadas em paralelo após o mapeamento do local.

Tudo o que nos cerca está ali por alguma razão, por alguma emoção e para ser cuidado por nós. Ao asper-gir gotículas das essências florais, emantar um aroma renovador, deixar fluir os sons da natureza ou dar cor â nossos ambientes estaremos impregnando de amor tudo a nossa volta e então poderemos concluir que estaremos mergulhados em um mar de energia e luz!

Compartilhe no:
  • Orkut
domingo, outubro 07th, 2012 | Author:

Alguns elementos estruturais contribuíram na energização dos ambientes. É o caso dos tijolos aparentes e piso em madeira, que serviram para aquecer o espaço.

Objetos do artesanato indígena são encontrados espalhados pela casa, porque ativam a proteção.

Compartilhe no:
  • Orkut
sexta-feira, outubro 05th, 2012 | Author:

O que ela não imaginava é que a coincidência de ter visitado a mostra e conhecido MonLiu não era o mais relevante desta história. A designer de interiores tinha algo em comum que aumentava esta sintonia. Mon Liu também era consultora de Feng Shui. “Quando descobri que tínhamos este vínculo, tive certeza que a parceria daria certo”, sugere Mon.

As duas consultoras passaram a trabalhar as energias da casa de Maria Luiza com muita propriedade. “Inicialmente sugeri que fosse feita a limpeza espiritual e purificação dos ambientes da casa”, explica Mon.
A grande preocupação da designer de interiores era tornar a casa mais acolhedora, por isso sugeriu que a artista plástica desse destaque a objetos que tivessem relação com viagens nacionais e internacionais. Foi aí que móveis e objetos de arte ganharam destaque. Tapeçarias, tijolos aparentes e o piso em madeira serviram para aquecer ambientes.

Outra preocupação da consultora para tornar os ambientes mais acolhedores foi mudar a posição dos móveis. “Os sofás e as poltronas estão posicionados de modo a abraçar as pessoas. Cores sutis, cristais e velas reforçam a intenção da proprietária”, explica Mon.
Para tornar a casa mais aconchegante, uma poltrona laranja foi posicionada voltada para a entrada da casa de maneira a dar boas vindas.

Compartilhe no:
  • Orkut
quinta-feira, setembro 13th, 2012 | Author:

A grande védete do hall de circulação, da decoradora Kátia D. Ruzza e da engenheira María Luíza A. Otte, é o louceiro com portas articuladas de ma-deira e ilumínação interna.

Compartilhe no:
  • Orkut
sábado, janeiro 14th, 2012 | Author:

ESTILO A CONVIVÊNCIA ENTRE O ANTIGO E O NOVO ESTA EM CADA PARTE DESTA RESIDÊNCIA NO RECIFE.
O histórico Recife antigo. Aabaixo. as poltronas da Ellan, adquiridas na Compasso D’0ro, compõem, junto com o sofá também da Ellan, um dos ambientes do living. A mesa de centro Noguchi, da Shirley Decorações, abriga a coleção de bronzes déco.

Compartilhe no:
  • Orkut
quinta-feira, janeiro 12th, 2012 | Author:

Com mobiliário da Tok & Stok, a sala de TV (à esq.) localiza-se na distribuição da área íntima. As obras de Marcelo Guarnieri ganbam destaque na parede preta da suíte, que tem cama box spring e cômodas feitas por Valdecir Rocha.

Compartilhe no:
  • Orkut